A fábula do passarinho


Um passarinho voava para o sul, para se preparar para o inverno.
No caminho, encontrou uma forte nevasca.
O frio era tão intenso, que o passarinho quase congelou e caiu no chão.
Enquanto ele estava ali deitado, sem conseguir se mexer, quase morrendo, uma vaca que passava pelo local, defecou em cima dele.
O passarinho começou a perceber o quão quente estava.
O calor (da merda) do coco, o manteve aquecido e isolado do frio. Estava tão quentinho que ele começou a cantar de felicidade.
Um gato passando nas proximidades, ouviu o canto e seguiu o som até encontrar o passarinho.
Ao localiza-lo no meio (da merda) do coco, o gato imediatamente, tratou de retirá-lo dali e começou a limpá-lo.
Depois, o gato pegou o passarinho limpo, colocou-o na boca e o comeu!

Moral da história

  1. Nem sempre aquele que te põe (na merda) em uma pior é seu inimigo.
  2. Nem sempre aquele que te tira (da merda) do sufoco é seu amigo.
  3. E quem está (na merda) em uma pior não tem que ficar cantando! Tem mais é que ficar quieto!

Texto adaptado do blog ZelHumorTotal.
Imagens retiradas do site www.asoperarias.com.br

Você gostou dessa fábula? Se sim, clique aqui e me envie um e-mail